Maju

(In English below)

Os movimentos da bailaria Maria Julia, trazem a leveza e a intensidade de quem vive a dança como uma parte intrínseca de sua existência. Como ela afirma, “quando me perguntam o que é a dança para mim, me pego pensando realmente como minha vida se relaciona inteiramente por ela”. Desde pequena, diz ela, “eu sempre falava que iria crescer, me tornar professora de dança e ser bailarina”. O sonho de criança foi se realizando paulatinamente, em um processo de e intenso treinamento e esforço que demandou certa ausência junto a pessoas queridas.  Maria Júlia dança com paixão, e a cada passo, a cada salto, em cada movimento do seu corpo ela vai fazendo poesia, e deixa nas entrelinhas, em suas próprias palavras, “uma mistura de expressividade do que não se consegue ser mostrado”.

________________

The movements of the ballet dancer Maria Julia, or just Maju, bring the lightness and intensity of whom lives the dance as an intrinsic part of one‘s existence. As she states, “when I am asked about what dance means to me, I find myself really thinking about how my life relates entirely to it”. Since she was little, she says, “I always talked about how I would grow up, become a dance teacher and a dancer”. The childhood dream was gradually realized, in a process of intense training and effort that demanded a certain absence from loved ones. Maju dances with passion, and with every step, every leap, in every movement of her body she makes poetry, and leaves in-between the lines, in her own words, “a mixture of expressiveness of that cannot be shown”.

Advertisements